19 de novembro de 2014

Quarta dos Especialistas :: De Sul a Norte. Por uma integração do continente sul-americano.

Por Glauber Cardoso Carvalho


Marco do Centro Geodésico do Brasil - Palmas-TO
Foto: Glauber Carvalho
Hoje, a “Quarta do especialista” dá voz a uma grande gama de especialistas. Explico. Acabei de organizar com a professora Ingrid Sarti (UFRJ) os Anais do Fórum Universitário Mercosul – Fomerco, mais precisamente do XIV Congresso Internacional - De Sul a Norte. Por uma integração do continente sul-americano - que teve lugar na central cidade de Palmas, Estado do Tocantins.[1]

O FoMerco, que é uma rede internacional de pesquisadores que se reúnem “com o propósito de discutir e analisar as implicações, as trajetórias, os problemas e os avanços relativos ao processo de integração sul-americana”, apoiado em 2013 pela Universidade Federal de Tocantins, reuniu muitos especialistas em seus Painéis e Simpósios, dos quais também resultará em breve um e-book, e tantos outros investigadores nos 12 eixos que compõem os diversos grupos de trabalho, dos quais apresentamos os Anais.


Convido aos leitores do blog Diálogos Internacionais a conhecerem os trabalhos do FoMerco e, aos que se sentirem dispostos, a participarem das iniciativas para ampliação e aprofundamento das discussões em torno da integração. Como apresenta Sarti:

“[...] a formação de redes como o Fórum Universitário Mercosul – FoMerco é uma pequena demonstração de que é possível refletir e propor alternativas às políticas que visam efetivamente às mudanças profundas e que requerem o avanço da integração de nossos Estados, nossos povos e culturas. O que aqui se destaca, portanto, é o imperativo de uma reflexão aprofundada sobre as políticas de integração na América do Sul, cuja especificidade é chave para o debate político, público e democrático.”

Esse curto post de hoje apresenta, portanto, as múltiplas pesquisas e as diferentes vozes presentes no trabalho cuja capa e link reproduzo abaixo.

Boa consulta.








[1] Em Palmas fica o Centro Geodésico do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário