28 de julho de 2016

Saída do Reino Unido da União Europeia

Texto adaptado da sinopse disponível no site TV Justiça
Entrevista disponível no Canal Justiça Sem Fronteiras do YouTube.

O programa "Direito sem Fronteiras", de 18 de julho de 2016, promoveu debate sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. Para o doutor em Economia Política Internacional, Luiz Felipe Osório (UFRRJ), um dos entrevistados do programa, ainda há um grande caminho para que a União Europeia negocie como será a feita a saída do Reino Unido. “Até 2018 há muita questão pontual a ser negociada. Eu penso que em relação ao comércio e às finanças, o Reino Unido não vai perder muito. Porém, pelo lago geopolítico, traz uma questão muito sensível à realidade, não só da Europa, como a realidade do mundo, como um todo”, disse ele.

O Reino Unido é o primeiro integrante a deixar o bloco. Por isso, não há um caminho a ser seguido e, sim, a ser construído. Ninguém sabe ao certo o tempo e os percalços que os dois lados vão enfrentar até a retirada definitiva. Até agora, apenas um ponto é claro: seja qual for a negociação, a União Europeia não pode deixar no ar que essa decisão seja seguida facilmente por outro país. “Os negociadores europeus não podem deixar barato a saída de um de seus membros porque isso poderia estimular toda uma série de saídas semelhantes”. A afirmação é do professor e doutor em Ciência Política Carlos Roberto Pio, o segundo entrevistado do programa.

Assista à entrevista completa:




Nenhum comentário:

Postar um comentário